sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Molotof coberto com Pudim Boca Doce de leite condensado

Neste blog ultimamente só se publica receitas de doces, mas acreditem que não é a única coisa que se come lá por casa, só que os pratos que faço para o almoço e jantar são pratos simples e alguns até já postei a receita aqui.

Neste caso tinha umas claras congeladas que queria despachar e lembrei-me então de experimentar um Molotof que é uma sobremesa que gosto muito e aproveitei também uma embalagem de Pudim Boca Doce que tinha comprado.

Desilusão total, o Molotof quando estava no forno até que cresceu imenso, mas depois de cozido apaguei e forno e deixei-o estar dentro do mesmo mas abateu muito, o Pudim esse então detestei não sabe nada a leite condensado, a mim soube-me a flores.

Ingredientes: 10 claras; 10 colh.sopa açúcar; caramelo q.b.; 1 Pudim Boca Doce de leite condensado.

Modo de preparação: Descongelei as claras e bati-as em castelo. Juntei de seguida o açúcar e um pouco de caramelo (acho que meti demasiado). Levei ao forno numa forma untada. Depois de 10m deliguei o forno e deixei o molotof arrefecer lá dentro.

Aqui está ele mas não se deixem enganar pela foto, pois isto é o que se chama de ilusão de óptica, parece muito mais alto do que ficou na realidade, eheheh.....




Preparei o Pudim conforme as instruções do fabricante e cobri o Molotof, ficou assim.....horrivel de sabor.....




Nem sempre tudo corre bem....

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Aproveitar leite condensado - Ajuda

Amigas preciso da vossa ajuda.

Fiz um bolo de chocolate simples em que utilizei 1/2 lata de leite condensado. Têm sugestões para que possa aproveitar o que sobrou?

Agradeço....


Nigella Lawson



Devo dizer-vos que estou a adorar o programa desta senhora.

A maneira como ela cozinha é demais, faz-me lembrar em muito o Jamie Oliver mas com um tipo de comida que aprecio mais. Faz parecer as receitas mais complicadas muito simples de executar.

Ao fim-de-semana tento vêr sempre o programa, e vou começar a tirar algumas receitas para experimentar, pois tem algumas que são muito rápidas de fazer.

Devo dizer que acho que no meio dos blogs culinários temos alguém em Portugal que penso sêr muito parecida com ela, no sentido do tipo de comida que faz e no amor que dedica a cada uma das receitas que nos apresenta. Faz parecer que tudo é muito fácil de fazer, peço que não me leves a mal Luisa mas quando vejo o programa penso logo no teu blog.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Desafio

A Carlota enviou-me este desafio e que agradeço muito por se têr lembrado de mim.

1 - Dizer uma coisa que gosta em si.
R: As minhas mãos.
2 - Dizer uma coisa que gosta no Blog de onde recebeu o selo.
R: É uma rapariga da minha idade, muito simpática e pelo que mostra muito simples e adoro as receitas que tem no seu cantinho.
3 - Desafiar 5 blogs, oferecendo-lhes este presentinho.
R: Como já existem muitos blogs com este desafio, passo-o a quem ainda não o tiver.
4 - Dizer uma coisa que gosta nos blogs que desafiou.
R: Adoro todos os blogs que visito, por aquilo que aprendo com cada um deles.
5 - Tornar visível no seu blog este selo e o respectivo desafio.


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Bolo vitaminado de pêssego, maçã e côcô

Andava com vontade de fazer um bolinho que levasse fruta e quando vi este bolo no cantinho da Sónia, não resisti e fiz um parecido.

Ingredientes: 3 ovos; 1 iogurte natural; 1 lata de pêssego em calda; 1 maçã; côcô ralado; 3 copos de iogurte de farinha; 2 copos de iogurte de açúcar; menos de 1/2 copo de iogurte de óleo; 1 colh.chá fermento.

Modo de prepração: Num copo triturar os pedaços de pêssego e reservar. Num recipiente colocar o iogurte, os ovos inteiros e o açúcar e bater bem. Juntar a farinha e o fermento mexendo bem. Por fim juntar o óleo, o pêssego triturado, o côcô e pedaços pequenos de maçã, envolvendo suavemente. Colocar a massa numa forma untada e enfarinhada e por cima da massa colocar fatias de maçã fininhas. Levar ao forno até estar cozido.

Aqui está, muito bom e com muitas vitaminas:


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Mini caracois doces de açúcar amarelo e canela

No fim-de-semana que passou fiz novamente os Croissants na MFP que postei aqui, mas como a massa é muito boa de trabalhar resolvi fazer uma experiência.

Com um pedaço de massa experimentei fazer uns caracois que já tinha feito aqui mas com outra receita e posso mesmo dizer que quentinhos são uma perdição.

Modo de preparação: Com um pedaço de massa dos Croissants, estiquei bem até formar um rectangulo. Barrei a massa com manteiga derretida e polvilhei com açúcar amarelo e canela. Enrolei formando um rolo e cortei pedaços de massa, tal e qual como se faz nos palmiers. Juntei os caracois numa forma salpicando novamente por cima deles açúcar amarelo e levei ao forno até estarem douradinhos.

Aqui estão eles, prontinhos a serem devorados:


Aqui ao saírem do forno:


segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Tirinhas de carne de porco com delicias do mar e Arroz de salsa

Gosto muito de misturar carne com delicias do mar ou camarão, e foi o que fiz desta vez.

Fiz este prato pois tinha duas bifanas no frigorifico e que já não davam para uma refeição de jeito se fossem fritas, por isso resolvi fazê-las em tiras com mais alguma coisa, neste caso com delicias do mar.

Ingredientes: Bifanas cortadas em tiras; azeite; alho; delicias do mar; sopa de rabo-de-boi; vinho branco; salsa.

Modo de preparação: Cortar as bifanas em tiras. Temperar com um pouco de vinho branco e alhos picados. Numa frigideira deitar um bom fio de azeite e colocar a carne até ganhar côr. Deixar evaporar um pouco o vinho branco e juntar a sopa de rabo-de-boi (diluir o pó num pouco de vinho branco) mexer bem a sopa com a carne. Salpicar com salsa picada e juntar as delicias do mar coratads em pedaçinhos.

Aqui está:


Servi com um arrozinho de salsa:



Muito simples, faz-se um arroz branco ao qual se junta a salsa picada no inicio em que se faz o refogado para o arroz.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Croquetes de restos de carnes

Tinha umas tirinhas de perú cozinhadas, um resto de frango guisado e umas batatas cozidas no frigorifico que já não davam uma refeição de jeito, então lembrei-me de inventar.

Aproveitei tudo e ficaram uns croquetes que estavam uma maravilha.

Fiz assim:

Ingredientes: Restos de tiras de perú e de frango guisado; restos de batatas já cozidas; 3 ovos (2 para juntar à mistura e 1 para passar os croquetes; pão ralado.

Modo de preparação: Na picadora 123, piquei o resto do frango e as tiras de perú. Num prato esmageuei as batatas com um garfo. Juntei num recipiente as carnes e as batatas, juntando de seguida 2 ovos previamente batidos e 2 colh.sopa de pão ralado. Misturei tudo muito bem e não acrescentei mais nenhum tempero pois as carnes já o tinham. Moldei bolinhas e rolinhos que passei por ovo batido e pão ralado. Levei a fritar numa frigideira com óleo.

Aqui estão:



A repetir sem dúvida, ficaram muito bons.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Bolo de leite

Retirei esta receita de um blog que gosto muito e que tem sempre bolinhos deliciosos é o Tricas & Nicas da AnaBenfica, visitem que vale a pena.

Tenha algumas receitas dela para experimentar, e desta vez escolhi o Bolo de leite por sêr um bolo muito simples de fazer e que dá para fazer enúmeras variações.

Fica um bolo enorme, o maior que fiz até hoje e ficou lindo.....

Ingredientes: 8 ovos (só coloquei 6); 2 cháv.chá de açúcar; raspa e sumo de limão; canela a gosto; 1 cháv.chá de leite; 3 cháv.chá de farinha; 1 colh.chá bem cheia de fermento em pó.

Modo de preparação: Bater as claras em castelo e reservar. Bater as gemas com o açúcar até obter um creme fofo. Adicionar a raspa e sumo do limão e misturar. Adicionar o leite e a canela e mexer bem. Adicionar alternadamente a farinha (misturada com o fermento) com as claras em castelo. Levar ao forno numa forma untada e polvilhada com manteiga (a forma tem que sêr grande pois o bolo fica enorme). Para verificar a cozedura faça o teste do palito.

Aqui está ele:



quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Croissants na MFP

Pois é, mais uma receita tirada do blog da Luisa, que toda a gente conhece e que gosto muito.

No fim-de-semana andava a vêr o meu dossier de receitas e dei de caras com esta que já tinha tirado a algum tempo e que ainda não tinha experimentado. Devo dizer que adorei, os Croissants ficam super fofinhos e a massa é do melhor que há para se trabalhar, pois não pega nada às mãos e é muito macia. Fiz no sábado à tarde e gostámos tanto que à noite já não havia e voltei a fazer no Domingo à tarde.

É uma excelente solução para um lanche ou até mesmo para uma festa de aniversário. Eu fiz os Croissants simples e depois cada um colocou o que quis, mas podemos também recheá-los logo com o que quisermos.

Eu fiz os Croissants pequenos e rendeu imenso, 2 tabuleiros cheios. Nota 10, uma receita a repetir mais vezes.



Ingredientes: 1 cháv.leite morno; 1 ovo; 1/2 cháv.óleo; 2 colh.sopa açúcar (à 2ª vez que fiz coloquei 4 colh.); 1 colh.chá sal; 4 cháv.farinha; 1 cubo fermento de Padeiro Fresco (25 g)

Para pincelar: 1 gema; 3 colh.sopa leite

Modo de preparação: Na MFP colocar todos os ingredientes pela ordem que estão, primeiro os líquidos depois os sólidos. Seleccionar o programa MASSA. No final do tempo deixei mais um pouco para levedar um pouco mais. Esta massa cresce muito, mas mesmo muito.




Retirar a massa e estender porções formando círculos em que se fazem triângulos para dar forma aos Croissants. Enrolar a massa da parte mais larga para a parte mais fina. Colocar num tabuleiro forrado com um papel vegetal (ainda não tenho tapete de silicone, eheheh) e pincelar cada um deles com o ovo batido com o leite.




Levar ao forno pré-aquecido até ficarem dourados, eu gosto deles mais para o mal cozido.




Olhem que mimosos que ficaram, são servidas?


Eu para mim depois de prontos, recheei com doce de tomate também feito na MFP, uma maravilha. Se fechados numa caixa, mantêm-se muito fofinhos óptimos para as crianças levarem para o lanche na escola.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Filetes de pescada panados

Um peixinho muito fácil e prático de preparar, os miúdos normalmente comem bem pois é um peixe branquinho e sem espinhas. Desta vez foram em filetes que normalmente tenho sempre no congelador.

Ingredientes: Filetes q.b; sumo de limão; alho em pó; sal; ovos; pão ralado

Modo de preparação: Temperar os filetes com o alho, o sumo de limão e sal com algum tempo de antecedência. Numa frigideira aquecer óleo para fritar os panados. Passar os filetes por ovo e pão ralado e levar a fritar.

Aqui estão eles:



segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Quadradinhos de pão-de-ló

Pois é, lá em casa todos gostamos muito deste tipo de bolos sem cremes e muito simples. Por isso agora para fazer este tipo de bolo muito fofinho, opto pela receita que utilizo para fazer as tortas.

Faço assim:

Ingredientes: 6 ovos; 250g de açúcar; 100g de farinha; 1 colh.chá fermento.

Modo de preparação: Bater as claras em castelo e reservar. Num recipiente à parte bater as gemas com o açúcar até fucar uma mistura esbranquiçada. Juntar de seguida as claras e por último a farinha com o fermento misturando muito suavemente. Num tabuleiro comprido forrar o fundo com papel vegetal e espalhar a massa. Levar ao forno a 180º, mais ou menos 15m. Quando pronto retirar o bolo para cima de um pano, retirar o papel vegetal e cortar aos quadradinhos.

Aqui estão, os quadradinhos:




O pormenor, uma maravilha:


sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Empadão de arroz e carne vaca

Tinha no congelador um resto de carne guisada que sobrou de outra refeição e que para não se estragar na altura congelei. Num dia em que não sabia o que havia de fazer para o jantar, deixei a carne a descongelar. Quando chueguei a casa foi só fazer um arrozinho e montar o empadão.

Fiz assim:

Ingredientes: carne guisada com molho; 2 cháv.arroz carolino; 2 cháv.água; fatias de chourição.

Modo de preparação: Separar a carne do molho e desfiar. Num tacho coloco o molho da carne juntamente com o arroz e deixo fritar um pouco, juntando de seguida a água. Num pirex coloco uma camada de arroz, a carne desfiada e por último uma nova camada de arroz. Colocar fatias de chourição em pedaços, levar ao forno até estar dourado.

Aqui está antes de ir ao forno:



Aqui para o meu almoço do dia seguinte:


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Iogurte de Linguas de gato

Adorei estes iogurtes, as Linguas de gato dão um sabor e uma textura magnifica, a repetir mais vezes sem dúvida.

Ingredientes: 800ml leite; 1 iogurte natural; 1/2 copo do iogurte de leite em pó; 1/2 copo de iogurte de açúcar; linguas de gato.

Modo de preparação: Aquecer o leite sem deixar ferver, juntar o iogurte o leite em pó e o açúcar e passar com a varinha mágica. Nos copos do iogurte colocar no fundo linguas de gato e encher com o iogurte. Levar à iogurteira por 12h.

Aqui está um antes de ir para a máquina:



quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Queques com pepitas de chocolate

Estou tãooooo contente, mas tão contente.....finalmente a minha 1ªfôrma de silicone.....

Devo dizer que já andava a algum tempo a olhar para as fôrmas de silicone, mas acho que são caras e fui sempre adiando. Desta vez encontrei num Hipercasa perto de mim umas fôrmas em forma de queques e que só custavam 3.95€ e foi desta vez que trouxe para experimentar. Adorei, não tive o trabalho de untar e enfarinhar, os queques saíram muito fôfôs e sairam super bem sem pegar nada. Trouxe só uma fôrma que dá para 6 queques, mas tenho que comprar outra, pois sobrou-me massa que aproveitei para colocar em formas de papel mas que não ficaram nada comos os cozidos na fôrma de silicone.

Só tenho uma dúvida, no fundo de cada queque o azul da fôrma ficou diferente terá sido por causa do calor?

A receita tirei-a daqui, um blog com coisas muito boas.

Ingredientes: 3 ovos; 150g de margarina (só coloquei 100g e foi suficiente); 150g de açúcar; 150g de farinha; 1colh.chá fermento; pepitas de chocolate (utilizei raspas de chocolate).

Modo de preparação: Juntar os ovos com o açúcar e bater, juntando de seguida a farinha e o fermento. Deitar a massa nas fôrmas e salpicar cada queque com a raspa de chocolate.

Aqui estão os queques antes de ir ao forno:



Aqui já prontos:


Aqui está um queque, parecia uma nuvem de tão fôfô que ficou e desenformei depois de frio:



São servidos?























terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Arroz doce na MFP

Pois é assim que vi esta receita no blog da Soraia, tive que experimentar, pois o arroz-doce é muito apreciado na minha casa mas às vezes chateia-me fazer pois tenho que estar algum tempo a juntar os ingredientes e a mexer.
Aqui devo dizer que é uma maravilha, coloca-se tudo na cuba da máquina e não nos preocupamos mais, embora para a próxima vez tenha de fazer alguns ajustes quanto ao tempo. O que me surpreendeu muito foi o facto de têr ficado muito cremoso mesmo sem têr colocado o pudim que utilizo sempre.
Ingredientes: 1l leite; 200g arroz; 100g de açúcar (eu coloquei um pouquinho mais); 1 casca de limão; 1 pau de canela; 1 colh.sopa margarina.
Modo de preparação: Na cuba da MFP coloco todos os ingredientes e programo a máquina no programa 9 (Compotas), passado 1h20 vi como estava e achei que estava muito liquido só se via o leite e não o arroz, então programei novamente e verifiquei passados 20m e aí já se via o arroz (para a próxima deixo estar apenas 10m, pois assim ficou muito seco).
Aqui está, muitooooo cremoso:



Vai uma tacinha para sobremesa?


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Xaputa frita com arroz de tomate

O meu peixe preferido é sem dúvida este, não gosto muito de peixe frito mas este acho que é qualquer coisa de muito bom. Não se encontra sempre e assim que o vi à venda comprei logo sem pensar duas vezes. Estas imagens são do meu almoço no dia a seguir a têr feito este comer.
Ingredientes: Xaputa cortada às postas para fritar; sal qb; farinha qb; 2 cháv.arroz; 5 cháv.água; polpa de tomate qb; 2 alhos; azeite qb.
Modo de preparação: Peixe - Coloco sal no peixe de deixo tomar gosto. Passo o peixe pela farinha e levo a fritar em óleo já quente (para a próxima vou fritar o peixe sem passar pela farinha).



Modo de preparação: Arroz - Num tacho parto os alhos bem miudinhos e com um fio de azeite deixo refogar, junto o arroz já lavado e deixo fritar. Quando estiver a brilhar coloco o polpa de tomate e a água, tempero de sal e deixo cozer o arroz. Aqui na foto estava mais para o sequinho pois já o tinha feito no dia anterior.